Quarta-feira, 19 de Dezembro de 2018
Bagé/RS
  • min
  • 20º
  • 25º
  • máx
Nublado e pancadas de chuva
Simpósio 2015 Jersey

Terceira edição do Simpósio Produção de Soja na Região da Campanha se consolida como evento referência e atrai público de diversos municípios do Estado

11/07/2016 - Simpósio Produção de Soja na Região da Campanha

Cerca de 720 pessoas acompanharam os três dias de atividades do 3º Simpósio Produção de Soja na Região da Campanha, que aconteceu entre os dias 04 e 06 de julho, na sede da Associação Rural de Bagé.

Oito renomados nomes do setor abordaram importantes temas, agregando conhecimento ao público que prestigiou o evento, em busca de mais conhecimento sobre a cultura da soja, que ainda é considerada nova na região.

Na segunda-feira à noite, dia 04, a cerimônia de abertura contou com a presença de autoridades locais, regionais e Estaduais. O público, formado por produtores e trabalhadores rurais, técnicos, estudantes, e empreendedores de diversos municípios, conferiu a explanação do economista-chefe do Sistema Farsul, Antônio da Luz, que nesta edição inovou, apresentando um estudo atualizado do desenvolvimento econômico da região que abrange a Regional 2 da Farsul, a partir do crescimento do agronegócio e expansão da cultura da soja. Também palestrou o diretor-presidente da Stara, Gilson Trennepohl. O empresário falou sobre a história da empresa, das dificuldades, e no que se tornou uma das mais importantes marcas de máquinas e implementos agrícolas do Brasil, deixando uma mensagem de otimismo e motivação.

Após as palestras, aconteceu o painel de debates, que foi moderado por Rodrigo Rizzo, Coordenador das Câmaras Setoriais e Temáticas da Secretaria de Estado da Agricultura, Pecuária e Agronegócio, que na ocasião esteve representando o Secretário, Ernani Polo.

O primeiro dia terminou com um coquetel, que foi oferecido no pavilhão dos estandes empresariais, onde 16 empresas expuseram seus produtos e serviços.

Homenagem especial

Também aconteceu durante o cerimonial de abertura do evento uma homenagem ao dirigente Luis Olavo Salles, que faleceu no dia 17 de junho, após se sentir mal e cair da sacada de seu apartamento.

Depois da leitura de um breve texto, um minuto de silêncio foi feito em sua homenagem, que contou com a presença da família do produtor rural.

Atualmente, Olavo ocupava o cargo de conselheiro fiscal da Associação e Sindicato Rural, onde, por muitos anos, atuou em defesa das causas da classe. Além disso, foi diretor, vice-presidente e coordenador por mais de uma vez da Semana Crioula Internacional de Bagé.

O conselheiro foi lembrado, também, nos discursos das autoridades e na apresentação dos palestrantes, que recordaram sua participação ativa em todos os eventos promovidos pela entidade ruralista.

Evento revigorador

A safra 2015-2016 foi de muitos prejuízos para os produtores rurais, em virtude das intensas chuvas que causaram danos às lavouras.

Na terça-feira, durante as palestras técnicas, os painelistas frisaram o ano atípico, porém, reforçando o fato de que contra o clima é impossível medir forças e que mesmo com todas as tecnologias disponíveis, sempre existirão períodos desfavoráveis e que, por isso, os produtores deveriam ser incansáveis na tentativa de produzir mais e melhor, sem, jamais, desistir.

Durante a manhã foram abordados os temas filosofia e manejo da soja para alta produtividade, avaliação da safra da soja 6000, do IRGA, e integração lavoura-pecuária, ministrados, respectivamente, por Luiz Gustavo Floss, consultor da Casa Rural; Rodrigo Schoenfeld, gerente da Estação Experimental do Arroz do IRGA; e Paulo César Carvalho, professor na UFRGS. O painel foi moderado pelo pesquisador da Embrapa Pecuária Sul, Naylor Bastiani Perez.

Já a tarde começou com palestra do engenheiro agrônomo, Gustavo Guimarães Dantas, que falou sobre o uso racional no manejo da irrigação. Na sequência, foi a vez do jovem João Paulo Sá Dantas, também engenheiro agrônomo, falar sobre manejo de soja de alto rendimento, ele que foi campeão em 2015 do concurso de máxima produtividade de soja do Comitê Estratégico Soja Brasil – CESB. O consultor em boas prática agrícolas, Dirceu Gassen, encerrou o evento, com o tema “A lavoura que colhemos e a que gostaríamos de colher”. Os três palestrantes participaram, logo após, de um painel de debates com moderação do engenheiro agrônomo, professor na Urcamp, Paulo Siqueira.

Avaliação

Para a comissão organizadora, que desde a primeira edição se mantém a mesma, o Simpósio deste ano cumpriu com o esperado, mesmo diante de algumas dificuldades, como a crise financeira e a quebra na safra de soja em mais de 30% na região.

O número de empresas participantes também superou as expectativas. Ao todo, 23 patrocinadores, co-patrocinadores e apoiadores se fizeram presentes no evento, expondo suas marcas, produtos e serviços.

Para o presidente da Associação e Sindicato Rural de Bagé, Rodrigo Borba Moglia, a terceira edição contou com um público mais seletivo, de jovens e tradicionais produtores, que buscou nas palestras esclarecer dúvidas e aprender um pouco mais sobre a cultura da soja. “Todos nós da comissão organizadora ficamos bastante satisfeitos com o resultado do evento. Quem veio, tenho certeza, conseguiu absorver as informações necessárias sobre diferentes assuntos que envolvem o processo de produção da soja, e é isso o que importa, fazer um evento que possa contribuir para o desenvolvimento da nossa região, em todos os aspectos, desde o econômico até o social”, disse o presidente.

O coordenador geral do Simpósio, Ricardo Zuliani, também observou que o público que prestigiou esta edição, mesmo que em menor número do que em 2015, esteve mais focado. “Nossa intenção sempre foi fazer um evento que possibilitasse a troca de informações e a realização de negócios, através das empresas expositoras. Neste ano, percebemos que o público que se fez presente veio mais determinado a isso, o que nos deixa muito contentes, pois isso nos mostra que estamos no caminho certo”, afirmou Zuliani.

Oficinas técnicas

Durante a quarta-feira, sete oficinas técnicas foram realizadas no Parque de Exposições Visconde de Ribeiro Magalhães para um público de aproximadamente 70 pessoas, com destaque para trabalhadores de lavouras, que ouviram atentos as explicações dos profissionais contratados pelas empresas participantes para ministrar as oficinas, que tiveram duração de 30 minutos cada.

Este ano, os temas apresentados foram “Novos conceitos em pulverização”, oferecida pela Bayer; “Manejo da cultura da soja”, pela Syngenta; “Programa Estadual de Conservação do Solo e da Água”, pela Emater, com apoio da Embrapa Pecuária Sul; “Concurso de Máxima Produtividade de Soja”, pelo CESB (Comitê Estratégico Soja Brasil); “Tecnologia Enlist”, pela Dow AgroSciences; “Fertilização em Soja”, pela Fertilizantes Heringer; e “Precisão no plantio: uma ferramenta para aumentar a produtividade”; pela Stara.

Comente essa notícia

Veja mais notícias em destaque

Cadastre-se no site

Cadastre-se no site da Associação Rural e fique informado em primeira mão sobre os principais acontecimentos da entidade.

Redes Sociais

Indicadores Rurais

Bagé-RS
Rio Grande-RS

ruralbage.com.br Todos os direitos reservados.

Av. Portugal, 495 - Parque de Exposições Visconde de Ribeiro Magalhães - Castro Alves
CEP: 96415-000 - Bagé/RS - Fone: 53 3242.5262 - 3242.8888